Buscar
  • Crosby Oficial

SOLUÇÕES CRIATIVAS COM RECURSOS ESCASSOS: COMO FAZER ACONTECER?

No mundo do empreendedorismo, recursos escassos são mais comuns do que qualquer outra coisa. Isso acontece devido à sazonalidade do negócio, a qual demanda a formulação de inovações, a fim de oferecer promoções e criar novos produtos que interessem e cativem o público durante o ano inteiro.


Portanto, a criatividade do empreendedor ao buscar soluções simples para problemas complexos é um fator determinante para o sucesso de um negócio. De acordo com o Guia da Economia Inteligente, desenvolvido pela Sambatech, "para economizar de forma inteligente, é preciso saber quais pontos devem ser percebidos e cortados dentro da sua gestão de finanças e, principalmente, pessoas". Vamos aprender sobre os 4 pilares que te ajudarão a ser mais criativo quando estiver faltando recursos financeiros? ;D


1. Redução de custos é igual a uma unha


Em tempos de instabilidade econômica, como é o caso vivido pelo nosso país, é fundamental encontrar medidas inteligentes e eficazes de redução de custos, principalmente fugindo daquelas clássicas demissões em massa.


Uma boa dica, segundo o National Australia Bank, é ter em mãos os gastos planejados e os gastos reais no seu orçamento. Se houver diferença, é hora de mergulhar fundo. Tente descobrir porque há uma discrepância entre o que você planejou gastar e o que você realmente gasta. Quanto maior o excesso de custos, maior margem de manobra deve haver para a redução.


2. Renegociando contratos e ampliando o controle


Existem algumas oportunidades relacionadas a melhoria de contratos e detalhamento minucioso das condições de pagamento que podem ser um excelente pontapé de partida para o seu projeto. Quatro ou cinco melhorias já podem representar uma economia fantástica. Algumas dicas:


  • Verifique cuidadosamente faturas de fornecedores que possam gerar uma ‘sobrecobrança’. Exemplos comuns são de faturamento duplicados, valores errados e não aplicação de descontos previamente negociados;

  • Elimine custos desnecessários. Livrar-se do excesso de ‘capacidade óbvia’, como linhas telefônicas não utilizados e computadores ligados depois de horas comerciais;

  • Meça sempre o retorno de toda a publicidade que você tem, tentando eliminar o que não funciona;

  • Elimine ineficiência. Identificar sistemas manuais baseados em papel que poderiam ser informatizados;

  • Redesenhe processos para eliminar a duplicação de esforços e tempo;

  • Centralize um canal focal dentro da empresa para serviços cobrados por hora. Seja ele software, assessoria jurídica, assessoria de imprensa, contabilidade e manutenção de computadores. Muitas situações podem ser resolvidas internamente, evitando gastos desnecessários;

  • Incentive o uso qualificado dos computadores e máquinas em geral. Utilizar bem um produto pode aumentar sua vida útil em alguns anos, evitando pequenos reparos e perda de equipamento.


3. Fim das viagens desnecessárias


Os recursos tecnológicos são incríveis, as possibilidades de interação crescem a cada dia e o investimento em projetos de comunicação a distância geram redução de até 1000%. Seja para treinamentos, comunicados, fortalecimento de cultura e clima organizacional, sempre há uma solução online interessante, que garante qualidade e ajuda sua empresa a ser assertiva com um excelente preço. Aí vão algumas dicas:


  • Um estudo divulgado pela IBM mostrou que o programa de treinamentos via EAD da empresa conseguiu gerar um aumento da produtividade em 50%;

  • Numa pesquisa americana recente, 72 das empresas participantes disseram que o e-learning as ajuda a se manter atualizadas com as mudanças de mercado. Além disso, elas afirmaram que o método as tornam mais competitivas dentro do seu nicho;

  • É possível fazer reuniões interativas de diretoria através de ferramentas práticas, com reação por áudio e vídeo, além de compartilhamento de arquivos.

Ou seja: não vale a pena se deslocar de onde você está, gastar dinheiro com hospedagem e passagens, para uma reunião ou encontro que pode ser feito pela tela do computador (ou até mesmo do celular!). ;)


4. Planeje com pessoas: comece pelo RH


Para economizar na sua empresa, invista em pessoas. O fortalecimento de clima organizacional e a otimização de recursos deve partir do seu RH, afinal, empresas são pessoas. Segundo pesquisa da HBR (Havard Business Review), a tendência de planejamento de recursos humanos emerge claramente a partir das práticas adotadas por grandes empresas.



Entre os executivos entrevistados da pesquisa, 40% incluem o recursos humanos em seus planos de negócios de longo prazo. As empresas que planejam a longo prazo, enfrentam escassez de profissionais ou antecipam importantes mudanças de mercado, respondendo com um olhar cuidadoso sobre as necessidades de recursos humanos.


A maior economia que uma empresa pode fazer é investir nos seus colaboradores e ter um alto desempenho em cada ação. Entenda a importância das pessoas na hora de definir estratégias empresariais.


Depois de todas essas dicas, fica mais difícil passar perrengue por falta de recursos, não é mesmo? ;D Nos vemos no próximo post, até mais! :)


Fonte: O guia da economia inteligente - Sambatech.

184 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo